+
 
Angela Gutierrez
Atual da Cadeira 18
 
Por José Murilo Martins 
in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS
 
 
 
ANGELA GUTIÉRREZ
 
Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu em Fortaleza, Ceará, no dia 23 de janeiro.
 
Fez curso de Letras e mestrado em Educação na Universidade Federal do Ceará e doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais. É professora do Departamento de Literatura, fundadora e primeira coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras, da UFC. Foi diretora da Casa José de Alencar e do Instituto de Cultura e Arte da UFC-ICA, que congregam e administram os órgãos e equipamentos culturais, cursos e projetos na área de arte da instituição.
 
Romancista, ensaísta, conferencista e poetisa é autora de inúmeros trabalhos literários publicados em revistas especializadas.
 
Seu primeiro romance O mundo de Flora, publicado em 1990, com segunda edição em 2007, foi agraciado com o Prêmio Estado do Ceará. O livro de poesias Canção da menina, 1997, que no dizer da autora, inclui uma “coletânea de poemas, escritos despretensiosamente, da juventude à maturidade, ao toque da inspiração”, recebeu os melhores elogios, entre eles do Príncipe dos Poetas Cearenses, acadêmico Artur Eduardo Benevides.
 
Outras obras: Avis rara, 2001; Vargas Llosa e o romance possível da América Latina, 1996; e Luzes de Paris e o fogo de Canudos, 2006. Organizou, em colaboração com Sânzio de Azevedo, o livro Iracema, lenda do Ceará, 2005, edição comemorativa dos 140 anos de publicação do romance de José de Alencar. Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 7 de outubro de 1997, ocasião em que foi saudada pelo poeta Artur Eduardo Benevides.
 
Ocupa a vaga deixada pelo acadêmico Geraldo Fontenelle, cadeira número 18, cujo patrono é Moura Brasil. É membro da atual diretoria da ACL exercendo o cargo de Diretor Cultural.
 
 
 
 
(85) 3226-0326 / 99703-1133
acdeletras@gmail.com
 
Copyright © 2015
D7W Design