+
 
Luciano Maia
Atual da Cadeira 23
 
Por José Murilo Martins 
in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS
 
 
 
LUCIANO MAIA
 
Luciano Nunes Maia nasceu em Limoeiro do Norte, cidade do Vale do Jaguaribe, Ceará, em 7 de janeiro de 1949.
 
Bacharel em Direito e mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Ceará.
 
Participou de vários cursos de Língua e Literatura na Romênia e na Espanha.
 
Professor do Curso de Direito da Universidade de Fortaleza-UNIFOR.
 
É poeta, ensaísta e tradutor. Traduziu vários autores da Romênia, tendo recentemente publicado o volume Lumina de luna/Luar, antologia de Mihai Eminescu, em edição bilíngüe romeno-português.
 
Tem dezoito títulos publicados, com destaque para Um canto tempestado, 1982; Jaguaribe - memória das águas, 1982, oito edições brasileiras e edições em romeno, inglês e espanhol; Neruda - canto memorial, 1983; Sol de espavento, 1984; Seara, 1986; Nau capitânia,1987; Os quatro naipes, 1989; As tetas da loba, 1995; Rostro hermoso, 1997; Vitral com pássaros, 2002; Autobiografia lírica, 2006; e Pátria dos cataventos, 2007. É cultor do soneto.
 
Recebeu o Prêmio Osmundo Pontes de Literatura de 2001, modalidade poesia.
 
É Comendador da Ordem Nacional da Romênia, país que representa em Fortaleza na qualidade de cônsul honorário.
 
Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 12 de maio de 1999, ocasião em que foi saudado pelo poeta Artur Eduardo Benevides. Ocupa a vaga deixada por Florival Seraine, cadeira 23, cujo patrono é Juvenal Galeno.
 
 
 
 
(85) 3226-0326 / 99703-1133
acdeletras@gmail.com
 
Copyright © 2015
D7W Design